MONTE ISOLA – BRESCIA – ITÁLIA

image

Conhecer Monte Isola, foi uma emoção a parte. Quem nos apresentou foi Marlene Monturil, uma amiga de mais de trinta anos de amizade, que vive em Brescia,  e isso tornou a emoção ainda maior. Vamos juntos à Monte Isola.
Monte Isola (também escrito Montisola) é uma cidade e comuna na província de Brescia , na Lombardia . Ela está localizada em uma ilha de mesmo nome no Lago Di Iseo. Monte Isola tem uma população de cerca de 1800 pessoas, distribuídas por onze vilas e aldeias. Existem várias igrejas construídas entre os séculos 15 e 17 com afrescos, estátuas, altares em arte vernacular.
Com uma área total de 12,8 quilômetros quadrados (4,9 MI quadrado), Monte Isola classifica-se como a maior ilha do lago não só na Itália, mas também no Sul e Europa Central . O pico da ilha está a 600 metros (1.969 pés) acima do nível do mar é de 419 metros (1.375 pés) acima da elevação média da superfície do Lago Iseo (181 m (594 pés)), fazendo do Monte Isola uma das maiores ilhas de lago na Europa .
Monte Isola é formado por 12 bairros digamos assim, Carzano, Cure, Masse, Menzino, Novale, Olzano, Peschiera Maraglio , Porto di Siviano, Sensole, Senzano, Sinchignano e Siviano .
Os municípios limítrofes são Iseo , Marone , Sale Marasino , Sulzano , Parzanica , Tavernola Bergamácia e Sarnico .
Existem dois principais portos Carzano e Peschieria com um serviço de ferry boat frequente com as aldeias vizinhas do continente, incluindo Iseo.
Há indícios de um assentamento romano. O primeiro documento escrito que cita “Insulae curtis” data de 905, quando a ilha foi listada entre as propriedades do mosteiro de S. Salvatore em Brescia . Durante o século 19 a principal indústria na ilha foi a construção de barcos e a fabricação de redes de pesca.
A igreja Single-Nave de S. Michele in Peschiera Maraglio foi consagrada em 1648. Esta igreja barroca é notável pelos seus muitos afrescos nas paredes e no teto, e por suas esculturas em madeira.
O santuário da Madonna Della Ceriola fica a 600 metros (1.969 pés) acima do nível do mar, o ponto mais alto da ilha. Ela só pode ser alcançada a pé, a partir da pequena aldeia de Cure.
Por todos os lados tanto na Isole como nas cidades limítrofes, encontramos, bares, sorveterias, restaurantes e cafés, repletos de turistas estrangeiros, predominando Holandeses, Austríacos e Alemães. Afinal estamos no norte da Itália.
A Ilha é denominada GÊMEA com a nossa ILHA SOLTEIRA.
Espero que tenham gostado e guardem esse nome com carinho, porque vale muito a pena conhecer esse paraíso.
Beijos.

image

image

image

image

image

image

image

2 Replies

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *