VERSO

image

Verso cicatrizes aventureiras
algumas profundas e em carne viva deixadas pelo vocábulo emoção
Dos palos sevilhanos
Luz crua e o entrelaço de nossas mãos
Sensação forte sincrônica e diacrônica, silêncio…nenhuma música que provoca, que incita
Então canto arrasada e sem voz, danço meneiando e oscilando
Manejo plumas e algodão em explosão de cores, teço um novo itinerário para meus pés fragmentados e cansados
Ensanguentada, sigo lasciva em busca de novo clarão
AF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *