Viajando sobre Pedais com Marlene Monturil

image

Esse post é muito especial. Marlene Monturil, que vive em Brescia, na Itália, nos conta como aprendeu a pedalar e fez da bicicleta, a sua parceira em suas longas viagens pela Italia e também por outros países da Europa.
Quem quiser conferir mais fotos maravilhosas e só visitar e curtir a sua página no Facebook.
Itália Dolce Amore

A minha paixao pela bicicleta tem tudo haver com a minha paixao italiana, isto è, meu marido Giacomo!
Foi ele que me ensinou tudo sobre esse esporte, me treinou durante anos com paciencia e determinaçao. Sao quase 19 anos que pedalamos juntos,e se hoje sou uma atleta disciplinada e tenaz, devo muito disso a ele.
No inicio não foi muito facil enfrentar os treinos e o treinador…kkkkk que era sempre muito exigente! Na hora de treinar nao tinha essa historia que porque eu era sua mulher, que ele me dava mole… nao dava mole nao! Os treinos eram duros!
Eu tinha que pedalar por quilômetros e quilômetros, debaixo de sol ou chuva, escalando com a bike subidas vertiginosas, foram momentos de muita fadiga! Mas também de grande satisfaçao, alcansar um objetivo è algo que nos renova e nos fortalece pras novas conquistas.
E isso acontecia enquanto viajávamos, 100 quilometros por dia, 50 pela manha e 50 de tarde, alcançávamos sempre a meta e cada dia era uma aventura nova, e isso nao tinha preço.
Acordar e saber que a viagem continuava era pra mim uma coisa fantastica!
É claro que no inicio, quando a fadiga me exasperava, pensei tantas vezes em desistir de ser uma cicloturista. Mas eu nao podia desistir, os treinos melhoravam cada vez mais a minha condiçao física, quanto mais eu pedalava, mais queria pedalar, durante as viagens a minha forma fisica era perfeita.
Continuei assim, pedalando com muita determinaçao e os resultados eram prometedores. E finalmente chegou aquele momento em que pedalar pra mim, significava liberdade e não sacrifício. Então foi ai que eu comecei a pedalar e pedalar, não queria mais parar, e até hoje a bike pra mim è um importante meio de trasporte.
Durante aquele período difícil, eu precisava mostrar pra mim mesma que era capaz de virar uma atleta de verdade! Meu marido nisso teve uma participaçao fundamental, ele è italiano, e como todo bom italiano, nele nao falta a garra! E’ exigente e determinado em tudo o que faz!
E tudo deve ser perfeito na medida do possivel e do impossivel rsrsrrs! Ele nao se deixa abater , tem muita personalidade, nao desiste nunca daquilo que quer. E eu tive que aprender a ter essa determinaçao, ser constante e superar a preguiça mental e física. Tive que aprender a ter garra no esporte! E isso foi uma coisa ótima pra minha vida.
Ate hoje continuamos a pedalar, viajando por lugares maravilhosos , na Italia e no mundo. Hoje não podemos imaginar uma viagem sem as nossas bikes. Poder pedalar, è pra nòs o fator principal quando escolhemos uma meta. Viajar pra nòs è a possibilidade de praticar o nosso esporte, descobrindo lugares novos e de preferencia em modo sustentável.
A bicicleta te leva onde o teu coraçao quer chegar!
Marlene Monturil

image

image

image

1 Reply

  • Marlene Monturil
    Responder

    Amiga linda, vc e’ super!!! Adorei obrigada.
    Te espero aqui na Italia pra gente pedalar juntas. Nao se preocupe, nao precisa trazer a bike, aqui em casa o que nao falta e’ bicicleta pros amigos kkkkkkkk beijosssssss te amo! ((- -))

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *